Corpo de Loalwa Braz Liberado do IML

 Na noite de 13 de março de 2017, após quase dois meses da morte, o corpo da cantora Loalwa Braz, ex-vocalista do grupo Kaoma, foi liberado do IML de Araruama, Rio de Janeiro.
Loalwa Braz - figura importante da Lambada, conhecida pelo grande sucesso Chorando Se Foi, do grupo Kaoma.

 A cantora foi assassinada em 19 de janeiro de 2017, em Saquarema. O corpo foi encontrado carbonizado no porta-malas de seu carro, que foi levado por dois bandidos. Três suspeitos de ligação com o crime foram presos e autuados por latrocínio. Um deles era funcionário da pousada que Loalwa era dona e morava.

 Segundo a polícia, o funcionário revelou que Loalwa ainda estava viva quando o carro foi incendiado. 

Liberação do Corpo

 Desde o dia do terrível acontecimento, a família de Loalwa lutava para a liberação dos restos mortais que só aconteceria após a realização do exame de DNA e autorização judicial, condição necessária para o traslado do corpo para outro estado, uma vez que será levado na quarta-feira para Serra, no Espírito Santo, onde ocorrerá o sepultamento na quinta-feira (16) no Cemitério Jardim da Paz, ao lado da mãe.

Demora

 Segundo a família, a demora para a retirada do material genético do corpo de Loalwa, ocorreu devido à falta de nitrogênio líquido, reagente usado no exame. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mensagens Para Quem Perdeu o Pai

Dia de Finados: Mensagem

Janaúba: Crianças Queimadas em Creche